A Corrente Elétrica

Você pode concluir que ao ligarmos um fio condutor a uma pilha, estabelece uma corrente de elétrons, que entra na pilha pelo terminal positivo e sai pelo terminal negativo.

Essa corrente de elétrons chama-se corrente elétrica.

A Corrente elétrica é a manifestação da eletricidade dinâmica ou eletricidade em movimento.

Quando circular por um fio condutor um pequeno número de elétrons, diz-se que a corrente elétrica é fraca.

A corrente elétrica é considerada muito forte quando constituída por um grande número de elétrons em movimento.

Para indicar a intensidade de uma corrente elétrica, ou seja, para sabermos se ela é fraca ou forte, utilizamos o ampère como unidade de medida.

O ampère é a unidade que mede a intensidade da corrente elétrica, isto é, a quantidade de carga elétrica que passa em um dado ponto de um circuito, por unidade de tempo.

Observe que se pelo filamento de uma lâmpada passar uma corrente elétrica de 5 ampères e por uma campainha elétrica circular 1 ampère, pode-se deduzir que pelo filamento da lâmpada circula um número de elétrons 5 vezes maior do que pela campainha.

Para tornar bem claro o sentido do ampère, podemos compará-lo à expressão litros por segundo.

Assim, por exemplo, uma corrente de água de 10 litros por segundo é mais forte do que uma corrente de água de 1 litro por segundo.

Analisando cuidadosamente o fenômeno da corrente elétrica, você constatará que não é missão da pilha fabricar elétrons.

A pilha apenas armazena os elétrons que proporcionam uma força para colocar em movimento os elétrons do condutor.

Ao desligar a pilha, esse movimento de elétrons termina e cada átomo do condutor fica com os elétrons necessários para se neutralizar.

A força que é capaz de estabelecer corrente elétrica chama-se força eletromotriz.

A força eletromotriz pode ser comparada com a pressão gerada por uma bomba centrífuga, capaz de manter circulando uma corrente de água pela canalização.

Vamos recapitular: Assim como a bomba não fabrica a água, a pilha não produz os elétrons (eletricidade), os dois aparelhos servem apenas para gerar a pressão necessária para que a corrente se estabeleça.

A bomba produz apenas uma pressão que faz com que a água se ponha em movimento pela canalização.

Então deduz-se que a força eletromotriz pode ser comparada com a pressão gerada pela bomba na canalização de água.

Quando o gerador elétrico funciona, estabelece uma força eletromotriz que faz circular uma corrente de elétrons pelo condutor.

Existem bombas de diferentes tamanhos e existem pilhas e outros aparelhos elétricos capazes de produzir forças eletromotrizes diferentes.

É necessário usar uma unidade que indique corretamente, o valor das diferentes forças eletromotrizes.

O Volt é a unidade usada para indicar o valor das diferentes forças eletromotrizes.

O valor em volts é obtido medindo a diferença de potencial elétrico existente entre seus terminais.

Quando a força eletromotriz (tensão) aumenta, a atração exercida sobre os elétrons livres torna-se maior, colocando em movimento um número maior deles, o que equivale a dizer que a corrente se torna mais forte.

Isto significa que, num mesmo circuito, a força eletromotriz (a tensão) de 2 volts produz uma corrente duas vezes maior que a obtida com 1 volt.

Outro fator importante que afeta a intensidade da corrente elétrica chama-se resistência, mas a resistência é assunto para texto de outro link.

 
  Compartilhar Link no Facebook
 
Utilize a busca para encontrar o tema de seu interesse.

Pense no meio ambiente antes de este link.