Quando você era mais novo você não agiria dessa forma ou quando você tinha meia idade em nenhuma hipótese você tomaria uma atitude dessas, são frases que indicam que houveram mudanças de comportamento.

O comportamento humano não tem um manual de instruções que diz que se acontecer tal coisa a pessoa fará uma coisa, se acontecer uma coisa diferente fará uma coisa de acordo com o que está escrito no manual, isso significa que o modo de agir não é sempre o mesmo.

O que pode ser uma escolha hoje em função de um fato, pode não ser a mesma escolha daqui há um mês, um ano, ou em qualquer época futura.

Durante a infância precisamos de outras pessoas porque não conseguimos fazer as coisas sozinhos, também escutamos conversas e opiniões que acabam desenvolvendo nossas atitudes e comportamentos que passam a fazer parte do nosso instinto.

A infância é uma época de grande aprendizado, tanto é verdade que o comportamento dos adultos é reproduzido, mas existem os instintos herdados da mãe, se a fome bater, se tiver com sede ou se a fralda estiver suja, por não saber falar, chorar é forma de avisar que alguma coisa não vai bem.

E assim os conhecimentos vão sendo acumulados depois de cada ação, se chorar der resultado, o choro será usado para pedir alguma coisa.

Durante a adolescência o choro já deixou de ser a forma de pedir alguma coisa, e é nessa época que um mundo desconhecido é descoberto.

As amizades constantes e às vezes rotativas forçam a ter novas maneiras de agir, a liberdade e necessidade de tomar decisões por conta própria passam a ser uma necessidade, e se tornam pontos de discórdia com os pais.

As novidades e as descobertas continuam em ritmo frenético até chegar na idade adulta, e quando já adultos a gente percebe que muita coisa coisa que praticamente exigiu durante a infância e na adolescência hoje não faz o menor sentido.

Quem é adulto, por uma imposição da sociedade tem que ter maturidade, e na vida sem os contos de fada, os adultos que sonhavam com a liberdade percebem que suas ações pensamentos são de sua própria responsabilidade.

Trabalhar para obter o próprio sustento moldam um jovem antes da idade adulta, as vezes por necessidade e às vezes por opção, em todo caso, uma vez que a pessoa se torna adulta, ela tem que atender às expectativas da família, dos amigos e da sociedade, isso é como jogar massa numa forma, ou se adapta à forma ou não vai dar certo.

As cobranças são diárias e vão aumentando a cada dia, e acabam por definir o caminho a ser seguido, muitas vezes a contra gosto, mas, ou se escolhe algo possível ou não se escolhe nada e as coisas pioram muito.

Todos estão (ou vão) em busca do sucesso, da qualidade de vida, tempo para se divertir, curtir a vida viajando.

Quando uma parte dos objetivos foi alcançada, o objetivo passa ao de ter dinheiro suficiente para uma vida estável, e o comportamento passa a ser moldado para o momento atual.

Se pensa no futuro, na aposentadoria, o planejamento passa a ser prioridade, mas nem sempre o planejado se concretiza, pois as transformações nunca terminam.

Em certa fase da vida o tempo parece ser insuficiente para tantas tarefas assumidas, muita coisa que foi planejada não foi e não será concretizada, e quando se pensa no passado, a pessoa acaba percebendo o seu modo de agir atualmente não é mais o mesmo modo de agir de antes.

É o normal da vida, é o normal do comportamento humano, e porque não dizer, de praticamente tudo que nos rodeia.

Fases da Vida Humana