Barracos de Família

Essa família unick está mais para família irmãos metralha do que família de piramideiros estelionatários, é ladrão brigando com ladrão, e toda hora tem roupa suja sendo lavada.

O bom é que a cada briga mais poderes vão aparecendo e mais ladrão vai se revelando.

Devido a epidemia do coronavírus, a família unick está aproveitando a quarentena para lavar roupa suja.

A desarranjo português, uma tal de Ana Izabel, está confinada bebendo vinho do porto e escutando músicas do Roberto Leal e os pastores Erinaldo e kazuza brasil trocam farpas, ofensas e acusações.

É a combinação perfeita para o isolamento no mundo dos piramideiros: embriaguez e jejum evangélico.

No barraco de família capítulo VI, publicado no canal verdades que chocam, nesse vídeo, a portuguesa acusa os pastores de estelionato entre outros crimes e estes acusam a Portuguesa de trambicagem.

Chegam ao ponto de afirmar que ela recebia binário de todas as redes já que tinha uma conta direto da empresa, sob as bênçãos do Leidimar Lopes, outro estelionatário, e de Fernando Lusvarghi o garantidor das atividades da unick.

Pelos áudios embutidos nesse vídeo pode ser observado que não se trata apenas de brigas de família, mas de uma auto confissão de crimes que precisam ser investigados pela polícia federal.